Existe libertário brasileiro?

Em 1980 o partido libertário americano comemorava seus oito anos. Não era mencionado nas teletelas ou nos jornais que não das universidades. Mas quem procurava, achava.

Naquela época, o império comunista, apinhado de mísseis atômicos, jogava pôquer nuclear contra os políticos proibicionistas dos EUA. Ambas as hostes reconheceram no LP.org o amigo da liberdade, logo, inimigo da coação que suas duas religiões valorizam. Sobrava comuna sem emprego e estes se empenharam em infiltrar o partido libertário, sempre apregoando seu sermão socialista. Para quem acredita que ser dono da própria casa ou camisa é roubo, toda a coação e o genocídio praticado pelas ditaduras socialistas internacionais era simples retaliação em auto-defesa. Hoje essa mesma corrente aparece amiúde numa pesquisa Google da palavra “libertário”. A  primeira exceção ocorre em Portugal, onde os libertários são verdadeiros:
https://partidolibertarioportugues.wordpress.com/

Esse quadro mudou nos EUA. Agora o LP.org é um grisalho maduro e viril de 43 verãos. Desmoralizados, os “anarquistas” comunistas voltaram para o CPUSA que trata de infiltrar o partido Democrata. Mas os Republicanos, dominados ideologicamente pelos partidários xiítas do Prohibition Party faz 87 anos, hoje tentam por sua vez infiltrar o partido libertário. Esse mesmo partido republicano defende o imposto de renda sobre pessoas físicas copiada do Manifesto Comunista de 1848. O IR foi por ele aplicado no seu primeiro mandato em 1862. Isso foi quando os estados republicanos bombardeavam seus concidadãos americanos que apelavam para a secessão como a única alternativa para se livrar de opressivas sobretaxas alfandegárias.

Hoje os republicanos usam o dinheiro alheio tomado com esse imposto para travar cruzadas religiosas, bombardeando os muçulmanos como antes bombardeavam os vilarejos na Cambodia e no Vietnã. Espiões americanos grampeiam os telefones do mundo inteiro e seus agentes (GPML mentors) infiltram os governos no papel de “assessores” proibicionistas e saqueadores que infiltram governos alheios para desestabilizar suas economias e fomentar ditaduras.

A guerra que o partido republicano declarou contra o álcool no seu programa de 1928 hoje se transformou na desestabilização global da democracia para agredir com a mesma violência da lei a preferência pelo inofensivo cânhamo e produtos afins de consumo pessoal. As quadrilhas formadas por estas leis, e a ganância dos saqueadores protegidos pela legalização marxista do assalto à renda pessoal do cidadão, hoje provocam crises globais, como em 1929, 1987 e 2007.

Todas essas crises resultaram da união do zelo proibicionista à cobiça socialista que confisca os bens alheios. É essa a corrupção importada que hoje assola o Brasil, como fez antes em 1964. No Brasil essa atividade é tapada com siglas-tapume. Quando foi que você viu na imprensa algo sobre CICAD, UNODOC ou BIDAL? Por acaso sabe o que seria GAFILAT ou FATF? Já viu alguma discussão dos “flash crashes” que causam enormes prejuízos no sistema financeiro? São assuntos desvendados neste blog.

FlashCrash2010lies

A única saída deste círculo de colapsos é abandonar o regime da coação e da ameaça de morte que caracteriza igualmente os fanáticos da chamada “direita” e os saqueadores iludidos da chamada “esquerda”. Com eleições verificáveis e incoactas entre partidos não subsidiados, o Partido Libertário há de vigorar em defesa de liberdade da pessoa humana. Ao ser descoberto pelos eleitores, ele será imitado pelos partidos desonestos. Para tanto reduzirão o número de parasitas e regulamentos bem como o peso tributário que empobrece e o cidadão–justamente o que queremos. O que não pode acontecer é permitir que a mesma corja de 32 partidos comunistas, proibicionistas e fascistas continue a assaltar e escravizar o Brasil brasileiro sob esses predatórios regimes cavalo-de-Troia.

Necessitando de tradutor para negócios ou imigração, entre em contato.

Advertisements

Snowden, a NSA, Dilma e os arapongas proibicionistas

Tão fofinha a nova embaixadora americana no Brasil, não?
http://www.olibertario.org/
Tem libertário que acha curioso ela ser expulsa da Bolívia por armação de golpe. Logo transferiu para Paraguai. Lá o presidente foi impichado. E agora ela exporta o proibicionismo fanático dos crentes e descrentes gringos para o Brasil. É claro que pode ser tudo coincidência, que onde ela põe o pé surgem multidões analfabetas com batucada de lataria e panelaços. Mas veja:
On August 1, 2013 the U.S. Senate confirmed Liliana Ayalde’s nomination to be the U.S. Ambassador to the Federative Republic of Brazil.[4]

Veja a fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Liliana_Ayalde

A boca tá cheia de corujão, malandragem dá um tempo, deixa essa pá de sujeira ir embora… e que sujeira é essa? Veja essa entrevista com John Oliver do espião fugido Snowden que alertou a Presidenta dos grampos:

Cadê tradutores se prontificando para oferecer legendar esse vídeo? A carta ao povo brasileiro figura ali em voz alta.

Boycott Wikipedia Panhandling

The Wikipedia has been a focus for infiltration by cranks with axes to grind, socialist orators, pseudoscientific panic-mongers, prohibitionists, looters, thieves and wannabee dictators. Donate money if you must, but please donate to a worthy cause. The Wikipedia is NOT that worthy cause.

I personally consider the Libertarian Party a worthy cause. For similar reasons I have thought of giving to the NRA, LEAP (policemen against Prohibition), Naral (pro-choice) and other causes to which I am sympathetic. But I conclude that none of them can possibly succeed if LP.org fails. I do on occasion turn a tiny contribution over to Project Gutenberg the way I’d pay library dues, but this has a lot  to do with a linguist’s profession and need for research material.

Resumo: não dê dinheiro para a Wikipédia. Foram infiltrados por hostes contrárias à liberdade humana e à honestidade (que chegam a ser a mesma coisa).

Kristallnacht gun laws

One of the more worthwhile translation projects I’ve seen recently has been the translation from German, French and Dutch to English of Nationalsocialist gun laws and regulations. Here is a sampling:
http://www.stephenhalbrook.com/registration_article/registration.html

No Brasil as pessoas nem conseguem imaginar a importância dada pelas ditaduras à possibilidade de o cidadão ter condições de dar o troco. A maior diferença entre os EUA e o resto do mundo é essa garantia do direito de ter e possuir armas de fogo. Se tão horrível, por que tanta gente foge dos paraísos socialistas para ser ameaçada no meio do capitalismo selvagem texano? Cadê voluntários para traduzir essa informação?

Guess the year of this clipping

IN EGYPT — THEY HAVE A WAY OF DEALING WITH FLAPPERS — CAIRO, Nov. 8 Because she stepped out nights, Zakia Ali’s mother and brother tied her and burned her to death.
 Because she was not home before dark, Maseda Zasari Critz’ father stabbed her with the point of a lance.
 Because she was seen talking to a young man, Fashima El Agazi was stabbed fatally by members of her family. [Another was beaten to death by her parents]. Such is the life of the flapper in Egypt; the case of the first mentioned, Zakia, is causing a bitter controversy. All of these cases are in court at the present time, and a new one comes up every week. 
The Moslems are enraged at the law’s intervention. Women are their property, they argue, and what will happen if they can’t kill their own daughters, they want to know.

That is the newspaper report. What year was it published?

Tapping your phone, reading your email

Both the Inner Party and Outer Party politicians see every person in the United States as owing them money because of the individual income tax enforced as of 1914. In order to better seize your goods and assets, any competent thief appreciates the advantage of “casing the joint” before breaking in and stealing. As long as the motive is not selfish, but altruistic–such as to contribute to the support of the national government–stealing and snooping are good because altruism is good by definition. So long as the law sends men with guns to rob you, this is a kleptocracy in which individuals have no right to property or privacy any more than you can cave your cake and let your neighbor eat it too. There is exactly one (01) political party committed to repealing the individual income tax.

I vote for the Libertarian Party and against all others. Before 1914 people had no experience with communo-fascist socialism and small parties forced the large parties to adopt the tax by running candidates and getting votes. Now that we know about Auschwitz, Treblinka, Ukraine, East Germany, Cambodia’s Killing Fields, the IRS, etc… we can reverse the damage by voting. Knowing the difference now makes it ethically important to act to preserve the rights individuals so clearly require as a matter of survival. The closer to socialism (personal income tax + government ownership of production and control of trade), the more murder, torture, starvation, genocide, suicide and refugees struggling to escape. This is a smooth function. Moving away from socialism does not mean accepting a mercantilist mixed economy. It is the simple rejection of the initiation of force.

There is a healthy libertarian party in Holland, which along with the rest of The Netherlands, was occupied by German National Socialists. The invaders wanted to protect Christianity against selfishness (by which they meant Jews and free-trading liberals), and communism (by which they meant all socialists not in the thrall of dogmatic christian altruism). Dutchmen, however, valued freedom and not coercion, and the Netherlands became a dangerous place to send SS Protection Squadron officers. The symbol of De Libertarische Partij, Netherlands, is an open birdcage and a free bird. Where had I seen anything like that before?

The University of Texas at Austin hosts art exhibits, among which I found an SS propaganda poster titled KULTUR TERROR or LIBERATORS depending on the version, intended to make nationalsocialism popular in Holland. The US juggernaut depicted had as its thorax a birdcage containing a jitterbugging couple. A nearby European collaborator, appalled at the apparition with its Ku-Klux head and ungainly appendages, pronounces it a threat to European values. No doubt the same mentality is muttering similar comments–nowadays about the Libertarische Partij.

You can see this poster by googling  “Dutch SS poster” and using the images option. There you will also see inspirational posters of nationalsocialism protecting christianity against godless communism. France was invaded and occupied by those same superstitious fanatics. If French reaction to Uber apps and mohammedan infiltration is any indication, Laval’s heirs show little evidence of having learned much from the experience. The Dutch, however, can easily understand German, and thus felt on their hides exactly what philosophical errors motivate the enemies of freedom. The error is blind acceptance of predatory altruism and superstitious nonsense as good by definition.   It makes one almost optimistic about the future of Europe.

A Cabra Expiatória

A Crise seria por acaso outro artefato americano?

Na constituição americana o papel do presidente é de fazer obedecer as leis do congresso–um bando de senadores e deputados que podem ser reeleitos até que a morte os separe dos cofres públicos. Fora da constituição seu papel é de bode expiatório. O presidente ao sair do poder leva consigo toda a culpa e ódio que o congresso merece.
No Brasil o esquema é o mesmo, mas as crises são importadas. O governo americano fabrica suas próprias crises para que explodam na posse do outro partido.

Sobram exemplos… em 1893 Grover Cleveland seria empossado pela segunda vez (não-consecutiva) dia 4 de março (como se fazia na época). Perdeu re-eleição por ser taxado de anti-cristão, pois queria que o cidadão fosse dono incoacto do próprio nariz. Benjamin Harrison e sua Primeira Dama, atletas da ditadura seca do misticismo proibicionista, tanto desagradaram que Harrison perdeu para Cleveland na eleição de 1892. Para se vingar, o derrotado Harrison divulgou nova interpretação de regulamentos ferroviários, decretando a inspeção rígida dos vagões canadenses, que antes entravam carregados de ópio indiano sem inspeção ou cobrança da alfândega. O produto era barato a ponto de ser exportado do litoral pacífico para o Havaí, onde golpistas americanos impunham uma ditadura militar.  Com o arrocho fiscal sobre esse “enorme tráfico –um mês antes da posse de Cleveland–tudo mudou. O noroeste americano entrou em crise, magnificada nos seus efeitos sobre as ferrovias que atendiam o norte do país.

Socialistas invadiam o Rio Grande do Sul a tiroteios e a câmara debatia tal cleptocracia na Alemanha. A França proibia a corretagem ao ar livre com a bourse de Paris em queda livre sob o peso dos impostos, e a polícia de Nova York invadia o baile de carnaval do bairro francês. Animado, o presidente derrotado recomendou ao Congresso o proibicionismo “Gothemburg” popular na Escandinávia–isso três dias antes da posse de Cleveland. Este presidente herdou as ruínas da economia gorda que entregara à oposição quatro anos antes.

Um dia antes da posse de Herbert Hoover, em 3 de março de 1929, fanáticos baixaram uma lei multiplicando a pena por posse de qualquer bebida a cinco anos de reclusão e multa que equivaleria hoje a R$1,8 milhões. Hoover cobrou cumprimento dessa lei e usou a nova lei do imposto de renda, de origem comunista, para tentar cobrar a lei seca. Perdeu a eleição e ainda minou o governo do adversário, usando a inspeção estadual das declarações de IR federal das pessoas jurídicas para fechar todos os bancos do país um mês antes da posse do adversário Franklin Roosevelt.

Já em 2007 o governo de George Bush (filho…) fomentou movimentos nos governos estaduais de  “delação premiada” proibicionista para confiscar os imóveis das pessoas sem necessidade de elas serem julgadas culpadas em juízo penal. Tão rapido foi o aumento nos confiscos que o mercado de imóveis implodiu. Na mesma época esse governo Bush empurrava com a barriga vários tratados proibicionistas, ouriçados de intervenção branca e confiscos “fiscais” para os governos europeus e da América Latina enfiarem mão em cumbuca semelhante–enquanto espiões americanos gravavam as conversas telefônicas de políticos e figurões. Afinal, uma chantagemzinha de vez em quando nunca matou ninguém, correto?

Cientes do estrago que as divulgações seletas iriam desencadear, o Tesouro e Fed americano souberam investir de forma a recuperar suas perdas em cima da miséria dos iludidos governantes estrangeiros. De lambugem, apareceu oportunidade de dar nova desestabilizada em um governo re-eleito (embora por voto forçado e secreto) no Brasil. Esse governo brasileiro assinou uma lei que previa a profilaxia contra a gravidez para meninas violentadas estupradas.

Mas quem arrisca explicar tudo isso aos torcedores dos outros 31 partidos comunistas, socialistas e proibicionistas que driblam e batem panelas para que seus chefes possam descer dos helipópteros e meter a mão no erário alheio?  Le plus ça change, le plus c’est la même chose